domingo, 6 de maio de 2012

"FICHA SUJA", EX-PREFEITO ESTÁ PROIBIDO ATÉ DE VOTAR

Ildon, acostumado com "liminar no bolso"
Um duro golpe para quem estava acostumado a zombar da Justiça, confiado no dinheiro, chegando a dizer:  "já disputei eleição com liminar no bolso, posso muito bem disputar mais uma". 

Desta vez foi diferente, graças a Lei da Ficha Limpa, zombeteiros corruptos foram "barrados no baile da democracia" onde mesmo a festa sendo democrática o dançante tem que estar limpo para entrar.

Assim aconteceu com o ex-prefeito de Imperatriz, o poderoso Ildon Marques de Souza(PMDB), acostumado a ganhar no tapetão decisões para disputar eleições sub-júdice, como dizia ele "com liminar no bolso". Com os direitos políticos cassados, Ildon nem eleitor pode ser, pois está impedido de votar. A decisão foi dada ainda no final do ano passado, mas não se sabe porque passou despercebida por todos e não foi divulgada.

Enquanto isso seus poucos seguidores, mesmo fora do páreo, mas para não deixarem seu amo ficar  ficar totalmente no ostracismo, ausente da decisões pré-eleitorais, diziam que sairia uma decisão favorável a uma Ação Rescisória. A decisão saiu, mas não foi favorável. 

E agora? Eles ainda garganteiam que nada é definitivo. Claro que não é, quem sabe daqui a 8 anos ou mais?

Sem delongas: Veja na íntegra o que diz a decisão do Tribunal Regional Federal, sobre a tão esperada *Ação Rescisória (Para melhor visualização clique em cima da imagem).




* Ação Rescisória, o que é?

No direito, a ação rescisória é uma ação autônoma (ou remédio), que tem como objetivo desfazer os efeitos de sentença já transitada em julgado, ou seja, da qual já não caiba mais qualquer recurso, tendo em vista vício existente que a torne anulável. Tem a natureza desconstitutiva (ou seja, tirar os efeitos de outra decisão que está em vigor) ou, para alguns autores, declaratória de nulidade de sentença (ou seja, reconhecer que a sentença não pode gerar efeitos por possuir vícios).
Não visa a anular sentença que, portadora de vício tal que a torne inexistente. Seu escopo é atingir sentenças consideradas anuláveis, as quais estarão definitivamente sanadas após o prazo decadencial para sua propositura.

5 comentários:

Anônimo disse...

DEUS É GRANDE. ILDON ERA UM CANCER NA POLITICA PUBLICA DE IMPERATRIZ.
COMO PODE UM POVO QUERER TRAZER DE VOLTA UMA PESSOAL Q NADA FEZ POR ESTA CIDADE...
´SO NOS ULTI,OS 3 ANOS ITZ CRESCEU MAIS Q EM 20 ANOS DESSA TURMA NO PODER. E ALGUNS TENTAM OCULTAR ESTE FATO, COM PROBLEMAS ANTIGOS Q EXISTEM NA CIDADE.
PROBLEMAS EXISTEM MESMO MUITOS, MAS Q O DESENVOLVIMENTO FOI MAIOR É FATO!!!!!

Anônimo disse...

TA FICANDO COMPLICADO PARA O IMPERATRIZENSSE VOTAR PARA PREFEITO NAS ELEIÇOES DE 2012, ILDOM E FICHA SUJA, JUSTINO TEM PENDENCIAS AINDA NAO EXPLICADA PARA JUSTICA( CALMA BOTE O CEREBRO PARA TRABALHAR) MADEIRA ATE AGORA NAO FEZ ALGUMAS OBRAS MAIS DIZ QUE DINHEIRO TA NA CONTA. (EX:AV. JACOB)E AGORA RESTA QUEM? SO FALEI DOS QUE SE DIZEM OU SEJA USAM A MIDIA COM FREQUENCIA PARA DIZER QUE SAO LIMPOS, E OS DEMAIS,QUE FICAM CALADOS?

Ivone Sousa disse...

Uma decisão muito justa!!! Já estava mais que na hora

Anônimo disse...

Josué,este Ildon,é o mesmo que os golpistas do golpe de janeiro colocaram.Tiraram um desonesto despreparado Salvador,pobre coitado.Colocaram um larápio fino,preparado nos ilícitos contra o tesouro público.Mas não nos esqueçamos ,voçes golpistas,o colocaram lá e deixaram o de cujos fazer isto e muito mais.Espirito da critica

Anônimo disse...

Realmente está dicicil para o imperatrizense
saber em quem votar nessas eleições. O Madeira até agora não
conseguiu fazer nem o básico e sua administra-
ção já entrou para a história como uma das mais escandalosas, com secretários presos inclusive, além dos que respondem a inquéritos policiais por envolvimento em esquemas de desvio de dinheiro do contribuinte sem que o prefeito haja feito nada, mas nada mesmo, para afastar esses gestores horrorosos dos quadros da municipalidade. Os demais que se apresentam não são confiáveis... Sendo assim, vai aqui um conselho: "VAMOS VOTAR NAS PUTAS PORQUE NOS FILHOS
NÃO DEU CERTO".