terça-feira, 20 de março de 2012

ESTREITO-MA: leitor desabafa e denuncia injustiça em crime de que foi vítima o próprio pai

"Meu Pai foi brutalmente assassinado no dia 14/10/2011 em Estreito-MA, para minha surpresa e dor o assassino Sebastião Araújo de Almeida, já julgado e absolvido pelo crime do uso de arma de fogo, deverá pagar apenas algumas cestas básicas", denuncia Júlio Rocha Pessoa. 


O nosso Blog corre o Brasil e o mundo. Recebi em forma de comentário o desabafo do leitor Júlio Rocha Pessoa e por achar interessante e democrático sua manifestação, publico aqui na página na íntegra. Como não tenho conhecimento sobre o caso, me abstenho de fazer comentários, deixando aos amigos leitores de Estreito e região que se manifestem.

Confiram na íntegra:

Um desabafo

Todos comentam sobre o já ultrapassado Código Penal, que feito para sua época, era suficiente para sua aplicação no combate ao crime.



O crime evoluiu e os criminosos expandiram seu raio de ação e o CP ficou parado no tempo. No tempo de pequenos furtos, alguns assaltos e raros assassinatos, poucos usavam armas de fogo por conta do custo, as brigas existentes eram mais na mão sem conseqüência mais drásticas. Os criminosos da época, temiam a policia e sempre optavam pela fuga ao invés do confronto.

Hoje em dia, os bandidos bem armados, enfrentam a polícia sem temor e desafiam as fracas leis existentes porque sabem que no final de tudo, ainda serão beneficiados por elas mesmo, apostando na impunidade. As modificação que puderam ser feitas, pioraram mais ainda as que já existiam. Se o infrator for menor e/ou réu primário, as regalias lhe são garantia da impunidade dos mesmos.

A impunidade de diversos crimes são proporcionadas por leis criadas por legisladores mal-intencionados eleitos por nós.

Na verdade, nós quanto cidadãos honestos e cumpridores de nossos deveres, somos os verdadeiros réus, pois somos de forma aleatória e desproporcional, julgados e sentenciados sem direitos de defesa dentro de nosso lar, de nosso trabalho, na rua ou em qualquer lugar que estejamos... O bandido hoje se acha no direito de decretar a absolvição, deixando a vítima viver ou decretar a morte se assim ele entender e mesmo assim, não importa a quantidade de crimes cometidos e forma que eles comentem que a pena máxima não passa de 30 anos.

A condenação de um bandido que cometa crimes hediondos e por mais estúpidos que sejam, jamais ultrapassam o tempo a cumprir de 30 anos. Isso sem falar na famigerada progressão de pena.

E sabem quem legislam? Aqueles candidatos a deputado federal e a senador da república, os mesmos que em época de eleição saem de casa em casa, fazem grandes comícios em praças públicas apelando para nossa sensibilidade e carência, usam e abusam de nossa confiança para depois nos dar o troco, criando leis pífias para beneficiar criminosos da pior espécie inclusive a eles mesmos.

Caros leitores,  amigos, parentes e conhecidos, meu Pai foi brutalmente assinado no dia 14/10/2011 em Estreito-MA, para minha surpresa e dor o assassino (Sebastião Araújo de Almeida) já julgado e absolvido pelo crime do uso de arma de fogo, deverá pagar apenas algumas cestas básicas. O próximo julgamento do segundo crime (latrocínio) está marcado para o dia 28/03/12, peço encarecidamente, peço pelo amor que tens a suas vidas, dos amigos e de seus parentes, ajudem-nos a mostrar para os Juízes do caso que Estreito-MA tem leis, tem pessoas que querem viver em paz e em segurança, que a justiça precisa ser feita – não somente pelo assassinato do meu pai, mas porque o Sebastião Araújo de Almeida cometeu um crime, um crime cruel, frio e planejado. Crime esse, para alimentar seu vicio... Sem dar o direito a defesa. 

Meu desabafo é em prol da paz, da segurança, chega de tanta impunidade nesse nosso país. Conto com todos, para mudar essa situação de total descaso com a dor da perda do meu pai e de tantas outras vitimas...



Brasília – DF, 20 de março de 2012

Julio S. Rocha Pessoa 

15 comentários:

Blog do Josué Moura disse...

Caro José Moura,
agradeço muito sua ajuda em publicar meu desabafo! Meu pai foi brutalmente assassinado em estreito-ma no dia 14/10/2011. O criminoso conhecia meu pai, freqüentava o trabalho do meu pai. Meu pai (Francisco Batista Pessoa) sempre foi um homem trabalhador, de casa para o trabalho. Em Estreito não tem que diga algo negativo do meu pai, esse cidadão matou meu pai a sangue frio para roubar 120.00 reais para alimentar seu vicio (viciado em maconha). Chegou no trabalho do meu pai de capacete e óculos escuro, mas meu pai o reconheceu, daí ele anunciou o assalto, mas como meu pai não acreditou muito reagiu e o bandido desferiu um tiro certeiro, atingindo sua veia aorta e outros órgãos vitais... Agradeço muito também ao delgado Eduardo que prometeu a mim que antes da virada do ano ele o pegaria e assim o fez. Desde então venho tentando mostrar a todos de estreito que as coisas não podem ficar na impunidade, precisa mudar. Por isso agradeço muito sua colaboração... não moro em estreito, mas tenho negócios e familiares lá. Um forte abraço e muito obrigado. (Julio)

Fran disse...

José Moura, assim como meu irmão te agradeço por publicar esse desabafo! a cidade de Estreito está a cada dia mais violenta e onde vamos parar com tanta impunidade nesse país? como pode um criminoso pagar com cestas básicas? ele vai roubar e matar outro pai de família para assim cumprir com essa pena que é pagar com cestas básicas!

Francilene

Anônimo disse...

josé Moura agradeço tambem por publicar esse desabafo pois estamos falando de uma vida,que foi arrancada brutalmente sem dor nem piedade,e preciso que seja feita justiça,para que outras familias não passem pela mesma dor e revolta.

Anônimo disse...

Caro Luiz Moura,
em Estreito-Ma está daquele jeito, sem justiça, sem lei mesmo... a droga (cocaina, craque e maconha) estão tomando conta da cidade. A cidade não possui as necessidade básicas como escola, "saúde" e segurança, não sei onde vamos parar se alguem não fizer algo por nós... Conhecia esse Sr e ele não merecia morrer dessa forma, foi uma covardia muito grande.

Blog do Josué Moura disse...

Publiquei dois comentários, um me chama de José Moura, o outro de Luiz Moura...Tá danado...Kkkkkk!!!

Anônimo disse...

Caro Josué Moura,
Desculpe pelo Luiz Moura... rssss -

em Estreito-Ma está daquele jeito, sem justiça, sem lei mesmo... a droga (cocaina, craque e maconha) estão tomando conta da cidade. A cidade não possui as necessidade básicas como escola, "saúde" e segurança, não sei onde vamos parar se alguem não fizer algo por nós... Conhecia esse Sr e ele não merecia morrer dessa forma, foi uma covardia muito grande.

JOSE disse...

ESPERO QOS CULPADOS SEJAM PUNIDOS DE UMA MANEIRA BEM SEVERA,POIS O SEU FRANCISCO NAO MERECIA UMA COVARDIA DESSSAS

Lindalva disse...

Foi uma borte brutal que abalou a cidade causou muita revolta.Queremos justiça

Renato disse...

Aqui perto do salão do seu Francisco todos gostavam dele era um homem respeitado humilde,sentiremos muito sua falta,queremos que a justiça não seja tão cega como muitos casos q vemos acontecer aqui na nossa cidade,queremos que a justiça seja feita

Renato disse...

o meu pai era uma pessoa maravilhosa,cada dia nos os filhos aceitamos menos acreditamos menos e nos revoltamos mais com sua morte,eo desespero cresce em nossos coraçoes porque existe a possibilidade do assassino responder em liberdade porque e reu primario,como pode um absurdo desse,quantos roubos ele vai ter q fazer quantas vidas ele vai ter q tirar para ter uma puniçao,que país e esse q nos vivemos,aonde vai parar tanta impuninade,tanto descaso com nos pessoas de bem.Quero e queremos justiça.

Anônimo disse...

Josué, que crime covarde! é triste ver um pai de família ser morto dessa forma, ele não merecia isso, era um homem que vivia da casa para o trabalho, a cidade toda o conhecia a praticamente 20 anos... até quando essa cidade vai ficar assim nas mãos de bandidos? vão morrer quantos inocentes?

Anônimo disse...

É pessoal, é revoltante saber que esse marginal poderá ser solto para logo comenter outros roubos e assassinatos! Sr. Chiquinho como era conhecido era um homem humilde, trabalhador, honesto e teve sua vida arrancada de uma forma cruel e fico pensando quantos outros Chiquinhos vão morrer dessa forma? que país é esse que a punição nunca é para os culpados?

Anônimo disse...

nossa fiquei chocada com a morte do seu francisco homem de bem, que se foi. e o bendido ta ai a cometer outros crimes tirando vida de pessoas que nos fazerao tanta falta, à sociedade e à familia é lamentavel.

Anônimo disse...

Sempre digo que a Justiça é cega, surda. muda e muitas vezes incopetente,e olha que esta sempre cometendo erros, bandido fazem o que querem, matam, usam drogas, assaltam, andam armados. A policia sabe onde esses bandidos ficam, em sua tocas onde se vendem drogas e sexo facil, porem nada fazem. A policia fica atraz de um pai d e familia que na luta do dia a dia leva seu filho na escola sem capacete em sua moto, e é parado e humilhado, mas o mala do bandido deita e rola. A justiça é cega, muda, surda e incoerente pois não ve a um palmo do nariz o desmande qeu esta na preeitura municipal onde o prefeito ja foi denunciado varias vez no ministerio publico e nada acontece, o s vereadores cassados, num passe de magica voltaram aos seus cargos atraves de uma liminar vergonhosa de um desembargador, qeu com certeza levou o seu no bolso, so pode. e por ai vai gente,sabe fica dificil saber em quem acreditar, ate quando ? quando sera que o ser humano voltara a ter carater e respeito pelo proximo e colcoar realmente atraz das grades quem realmente tem que ficar atraz dela ...

Anônimo disse...

gente uma mulher daí escondeu a gravidez do ex marido e a irmã registrou ilegalmente a criança. precisamos divulgar aí para que o pai saiba depressa. posso divulgar aqui nomes e alguém por favor. elas moram em são Luis e o pai mora aí.