sábado, 9 de julho de 2011

“Tempo de parar”. Sarney deixa de ser colunista da Folha

José Sarney
O presidente do Senado e ex-presidente da República, José Sarney (PMDB-AP), teve publicada nesta sexta-feira (8/7), sua última coluna na Folha de S. Paulo, jornal em que colaborou com textos semanais desde 1991. No artigo de despedida, o peemedebista afirmou que escreveu com “lágrimas”, mas que percebeu o momento de deixar a publicação paulista.

“Dizia o rei Salomão que há no mundo tempo para tudo. Há tempo de começar, há tempo de parar. Cheguei a esse dilema e não foi fácil a decisão”, explicou Sarney, relacionando seu texto com um trecho da bíblia em que é mencionado que “há tempo de nascer, e tempo de morrer” (Eclesiastes, capítulo 3).

Em sua despedida como colunista da Folha, Sarney citou que nunca recebeu “sugestão ou restrição do jornal”, apesar de escrever que o jornal deve ter recebido pressões por tê-lo como colaborador.

Sarney também afirmou que durante o tempo em que esteve na Folha abordou o cotidiano e se autodefiniu como “cronista” e “historiador do dia a dia”. No final do texto, o senador fez questão de divulgar que o encerramento da coluna é “uma pausa”. (do Site Comunique-se)

Nenhum comentário: