sábado, 22 de setembro de 2018

ROBERTO ROCHA VIABILIZA R$ 150 MILHÕES PARA RECUPERAÇÃO DAS ÁGUAS DO MARANHÃO E OBRAS ESTRUTURANTES, VIA CODEVASF

Senador e candidato ao governo concilia as agendas, apresentando propostas e ações concretas que trazem uma série de melhorias à região Tocantina 

As atividades de campanha pelo governo do Estado não impedem as ações do senador Roberto Rocha. Nas andanças pelo Maranhão, ele apresenta propostas e presta conta do seu mandato no Senado Federal. Uma das atividades de enorme destaque é a inclusão de todo o Maranhão na área de influência da Codevasf, a agência de desenvolvimento do Governo Federal voltada aos Vales do São Francisco, do Parnaíba e agora atua em toda Bacia do Tocantins. 

A assessoria do senador Roberto Rocha informa que desde novembro de 2017, quando a área de abrangência da Companhia de Desenvolvimento dos Vales do São Francisco e do Parnaíba (Codevasf) foi ampliada para todo território maranhense, por força de lei de autoria do senador e candidato ao governo do Maranhão, Roberto Rocha, já foram viabilizados pelo congressista cerca de R$ 150 milhões. 

Com os recursos assegurados e as obras executadas, a consequência automática é de que as atividades rurais serão impulsionadas, através do aumento da produção de alimentos, novas oportunidades de empregos, distribuição de renda e melhoria nos índices sociais das famílias que vivem no campo. As obras realizadas nos centros urbanos também prometem potencializar o desenvolvimento das cidades e melhorias na qualidade de vida da população. 

“O Maranhão reúne totais condições para ser destaque na produção de alimentos na região Nordeste e ter um novo ciclo de progresso nas zonas urbanas. Eu quero preparar o nosso povo trabalhador para um novo patamar das atividades econômicas rurais, possibilitando que as famílias tenham a chance de plantar, comercializar o que produz de forma competitiva e aqueles que moram nos municípios a chance de conviver com uma cidade melhor”, disse Roberto Rocha. 

Dentro dos recursos viabilizados, o parlamentar maranhense e candidato ao governo assegurou quase R$ 10 milhões para a recuperação completa de estradas vicinais em diversos municípios. “A revitalização de todas elas vai melhorar a trafegabilidade e os acessos das comunidades rurais, além da ampliação do escoamento da produção, especialmente, para famílias que vivem do sustento da agricultura familiar”, disse Roberto Rocha. 

Para a Baixada Maranhense, região mais pobre do Maranhão e do Brasil, o senador maranhense viabilizou, através da Codevasf, cerca de R$ 10 milhões para construção de 500 cisternas, que quando estiverem prontas, vão ajudar a captação de água para consumo humano e animal e, também, na melhoria da atividade da agricultura e pecuária para pelo menos 500 mil famílias. 

Também está no cronograma das ações do senador a construção dos chamados Diques da Baixada. Uma obra monumental, via Codevasf, que vai proteger os campos e os lagos ao longo de 71 km da Baía de São Marcos, cobrindo 21 municípios, impedindo que a água do mar penetre nas áreas de água doce. O resultado será um criadouro natural e perene para a irrigação, o cultivo de pescados, agricultura, pecuária, transformando a economia da região, gerando milhares de empregos e renda para às famílias da baixada. “Quando essa obra for entregue, o Maranhão se tornará o maior produtor de arroz do Nordeste e exportaremos a nossa produção de alimentos para as demais regiões do País. A Baixada deixará de ser uma região pobre para se tornar produtiva e viável”, destacou Roberto Rocha. 

BARRAGENS 

Estão em fase de estudos e elaboração de projetos a construção de 11 barragens pelo Maranhão. Elas serão implantadas com tecnologias visando contemplar o acesso a água de consumo, denominada “primeira água”. As barragens também vão permitir uma melhora significativa nas atividades que envolvem a irrigação, como plantio, lavouras e produção de alimentos em geral. O resultado é o aumento dos índices socioeconômicos de cada região, permitindo melhores condições de vida aos homens do campo. 

SOCORRO AS ÁGUAS MARANHENSES 

Bandeira permanente do senador, o cuidado e preservação ambiental correm perigo. Recentemente, a Codevasf percorreu aproximadamente 20 mil quilômetros em pesquisa de campo dos Rios Mearim e Itapecuru. O estudo dessa natureza foi pioneiro, do ponto de vista parlamentar. É que nenhum congressista do país havia viabilizado recursos para essa finalidade. E os resultados são preocupantes: alta degradação das nascentes, poluição e assoreamento em vários pontos. 

Com a presença da empresa pública no Maranhão, as obras de recuperação e revitalização completa dos rios maranhenses podem se tornar realidade, através de ações como as de controle de processos erosivos, proteção das nascentes e desassoreamento dos rios. No pacote está incluído também a Lagoa da Jansen, em São Luís, que há anos está poluída e nada foi feito para mudar essa situação. “Consegui viabilizar um crédito orçamentário para projeto de recuperação, sustentabilidade ambiental da lagoa. Tenho a convicção de que com a Codevasf, as coisas vão acontecer” afirmou Roberto Rocha.

Para ajudar a salvar as águas do Maranhão, o senador já viabilizou junto com a bancada de deputados e senadores mais R$ 15 milhões para compra de equipamentos modernos e maquinários de última geração, como dragas, escavadeiras hidráulicas, caçambas, tratores que serão usados para recuperação das nascentes e bacias do estado. 

INFRAESTRUTURA URBANA 

O município de Balsas foi o escolhido para ser o primeiro do Maranhão a ter 100% de águas e esgotos tratados, além de ruas com drenagens e totalmente pavimentadas no Maranhão. O projeto de engenharia e saneamento básico para no valor de R$ 4 milhões já foi viabilizado por Roberto Rocha e os R$ 100 milhões para implantação completa da rede foram garantidos. “Será a maior obra de saneamento básico que estará em curso em toda a região Nordeste do Brasil. Água limpa e esgoto com destinação correta, longe das casas e das pessoas”, comemorou o congressista. 

A implantação de perímetros irrigados em Imperatriz e Balsas, por meio da Codevasf, promete alavancar a produção de alimentos na região Tocantina e Sul do Estado. Logo, poderão ser criadas áreas extensas que permitem o desenvolvimento e o plantio de várias culturas, como uva, manga, acerola e outras. Os recursos estão sendo trabalhados, em Brasília, por Roberto Rocha. “Construiremos uma nova Petrolina no Nordeste brasileiro, exportando frutas, verduras e legumes para todas as regiões, com a qualidade do solo maranhense” finalizou o parlamentar.

quinta-feira, 20 de setembro de 2018

NÃO HÁ NADA ERRADO EM CONTRATO DA SAÚDE DE IMPERATRIZ, DIZ MPF E TRIBUNAL DE JUSTIÇA

Procurador da República decidiu pelo arquivamento de processo movido contra a Prefeitura de Imperatriz

O ministério Público Federal do Maranhão decidiu pelo arquivamento de processo movido por meio de Notícia de fato nº 1.19.001.000129/2018-18 contra o Município de Imperatriz, decorrente de investigação do contrato 151/2017, firmado com a empresa Catho Gerenciamento Técnica de Obras e Serviços Ltda, mediante dispensa de licitação, para prestação de serviços à Secretaria Municipal de Saúde.


De acordo com a decisão do Procurador da República Jorge Mauricio Porto Klanovicz, “a Prefeitura prestou esclarecimentos e encaminhou a documentação solicitada”, onde a Procuradoria Geral do Município esclareceu que “por ocasião da dispensa de licitação 046/2017, foram apresentados três orçamentos, tendo sido contratada a empresa que apresentou orçamento mais favorável”.

Diante da comprovação documental apresentada pela Prefeitura, na decisão do MPF datada de 05 de junho de 2018, o procurador Jorge Maurício constata que “não procede, assim, a informação de que a contratação teria se dado em valor onze vezes superior ao que poderia ter sido firmado com empresa diversa”, ressaltando ainda que “a dispensa de licitação 046/2017 e o contrato 151/2017, cujas cópias foram tempestivamente encaminhadas pela Prefeitura não contêm, a princípio, irregularidades formais”, confirmando que a avaliação do MPF não constatou nenhuma irregularidade no referido contrato.

AGRAVO – Outra decisão favorável ao Município vem do Tribunal de Justiça do Estado. No Agravo de Instrumento (202) nº 0007755-62.2018.8.10.0000 que trata de medida cautelar visando a suspensão de decisão em primeira instância sobre a suspensão de pagamentos à Catho referente ao contrato 151/2007, o Desembargador Paulo Sérgio Velten Pereira autoriza o Município a pagar a empresa pelo serviço objeto do contrato, afirmando não existir impedimento ao ressaltar que “Não socorre o agravante a alegação de que a decisão agravada teria potencial para alcançar o contrato realizado com Catho Gerenciamento Técnico, com base no Pregão nº 11/2018-CPL, uma vez que este último procedimento licitatório não é objeto da presenta Ação Popular. Os pagamentos a que se refere o agravo são, desenganadamente aqueles referentes ao contrato celebrado mediante dispensa de licitação, firmado pelo prazo de 180 dias e já extinto, conforme admitido pelo agravante”.

MELHORIA - De acordo com o secretário municipal de Saúde, Alair Firmiano, além de manutenção nos hospitais, o contrato atual com a Catho inclui UPA São José, SAMU, Centro de Diagnóstico por Imagem e dois Centros de Especialidades Odontológicas, é já garantiu redução de cerca de cerca de dois milhões de reais em recuperação de equipamentos que antes estavam em desuso.

“O contrato anterior cobria apenas 145 equipamentos, o atual contempla 2.416 itens. Exemplo bem didático é que antes apenas seis respiradores funcionavam na UTI adulto do Hospital Municipal, além de não ter bomba de infusão, monitor e autoclave, o que acarretava no consumo de serviços da iniciativa privada ou depender de serviços do estado, que deixou a cidade quase um ano sem o serviço de UTI. Agora temos 20 respiradores funcionando na UTI adulto do Socorrão, 10 na UTI infantil, 4 na sala vermelha e mais 6 de reserva”, detalha ao ressaltar também a revitalização de instrumentais cirúrgicos e manutenção inclusive no mobiliário das unidades, como as macas, com equipe permanente da Catho dentro do hospital, e ainda manutenção do maquinário da lavandeira, pois antes se lavava a roupa do HMI em empresa particular: “Antes só uma máquina funcionava e o Município pagava para lavar roupa fora, agora as duas máquinas de lavar, duas centrífugas e duas secadoras estão funcionando e evitando custos com alugueis e prestação de serviços que podem ser executados com estrutura própria”, finaliza.

WhatsApp%2BImage%2B2018-09-19%2Bat%2B15.30.30

quarta-feira, 19 de setembro de 2018

PREFEITURA EMITE NOTA DE PESAR PELO FALECIMENTO DO EMPRESÁRIO JOÃO MARIANO

A Prefeitura de Imperatriz expressa o mais profundo pesar pelo falecimento do empresário João Batista Mariano Carneiro, ocorrido nesta segunda-feira, 17, na cidade de São Paulo (SP), em virtude de complicações cardíacas.

Natural de Catalão (GO), João Mariano chegou a Imperatriz em 1970, iniciando sua jornada empresarial em 1972. Proprietário das empresas Cruzeiro do Sul e Pneus Brasil, contribuiu com a economia e desenvolvimento de Imperatriz.
João Cruzeiro do Sul faleceu aos 80 anos, deixando cinco filhos e netos.À família e amigos enlutados recebam as mais sinceras condolências e  votos de que Deus, em sua infinita bondade, possa confortar seus corações e encontre um lugar de conforto e luz para o acolhimento da alma de João Batista Mariano Carneiro.  (Assessoria)

terça-feira, 18 de setembro de 2018

MERCADO DO PEIXE É FINALMENTE ENTREGUE



Após 14 anos de espera, a comunidade recebeu um espaço moderno e higiênico onde será comercializado o pescado na segunda maior cidade do Maranhão.

A Prefeitura de Imperatriz inaugurou no sábado, 15, o Mercado do Peixe na Beira Rio. Após 14 anos de espera, a comunidade recebeu uma obra moderna com 15 boxes, sala de reuniões, auditório, dois laboratórios de informática, cabine para transporte de pessoa com deficiência, duas salas comerciais, uma sala de administração e 13 banheiros sendo dois adaptados para pessoa com deficiência.

Salomão Santana, presidente da Colônia de Pescadores Z-29, destacou sua alegria ao ver o mercado do peixe pronto. “Estou feliz, espero que a sociedade também comemore esse ganho para Imperatriz” - afirmou. Ele relatou ainda que esperava desde 2004, mas que expectativas foram atingidas em todos os aspectos.

“É um local higiênico, sem insalubridade. Se as pessoas mantiverem do jeito que está todo mundo ganha, principalmente o consumidor que vai comprar produto de qualidade em um lugar limpo que atende as especificações da vigilância sanitária” – recomendou.

O prefeito Assis Ramos destacou a importância da obra e explicou que a entrega é apenas parte do projeto, pois vai dar continuidade com a aquisição de maquinários. “Hoje estamos realizando o sonho da colônia de pescadores e da população. Me sinto feliz por compartilhar deste momento, como gestor da cidade. Agora vamos trabalhar em parceria para buscar mais benefícios, além da estrutura física do prédio” - afirmou.

Olávia Melo, que também participou do evento representando o Secretário Nacional da Pesca, pontuou que Imperatriz ganha um mercado digno, moderno e funcional. “Com essa obra ganha toda a população imperatrizense. Essa atividade econômica será muito mais movimentada, pois essa estrutura atrairá um número maior de compradores, inclusive turistas que se sentirão mais atraídos pelo local” - acrescentou.

Participaram da cerimônia, o secretário municipal de Agricultura, Paulo Marcelo Torres; o presidente da Colônia de Pescadores, Salomão Santana; Olávia Melo, representando o Secretário Nacional da Pesca, Dayvson Franklin; Domingos Cezar, presidente da Fundação Rio Tocantins; secretários do governo municipal, comerciantes do ramo, e as familiares dos pescadores associados. (Assessoria).

quinta-feira, 13 de setembro de 2018

PROJETO "ARTE E CIDADANIA NAS ESCOLAS" RETOMA SUAS ATIVIDADES EM IMPERATRIZ

Ocorre nesta sexta-feira, 14, às 9h, na sede da Fundação Cultural de Imperatriz, FCI, o lançamento do segundo semestre da Caravana Arte e Cidadania nas Escolas. Desenvolvido desde 2009, o projeto é promovido pela Prefeitura de Imperatriz, por meio da FCI, em parceria com a Academia Imperatrizense de Letras, AIL.

“Nosso objetivo é envolver a comunidade escolar em atividades como música, dança, recital de poesias, exposições sobre a história de Imperatriz, além de palestras sobre cidadania e encontro com artistas e escritores locais”, explicou José Carneiro, Buzuca.

Osório Neto, produtor cultural, folclorista e coordenador do "Arte e Cidadania nas Escolas", enfatiza que no "lançamento estão reunidos os diretores e coordenação pedagógica das escolas para apresentar o novo modelo da caravana, além dos artistas e equipe técnica que realizam as atividades e levam oficinas às escolas durante as edições do projeto”, explicou.

Ele ressaltou ainda que o projeto reinicia as atividades com novidades como o circo de malabares que irá trabalhar equilíbrio e coordenação motora das crianças, artes visuais com fotografias que contam a história e memória da cidade e palestras sobre cidadania.

Lançamento contará com a presença da Escola Costa Silva, contemplada no primeiro semestre, mostrando o que foi realizado lá. Iniciativa contemplará, nesta etapa, que começa dia 21 de setembro, as escolas Mutirão, Frei Manoel Procópio, Guilherme Dourado, Sucesso da Criança, Raimundo Soares, Leôncio Pires Dourado, Elisa Nunes, Jucimar Rodrigues e APAE. (Assessoria)